R. Monte Alegre, 1004 (Unid I) e 1025 (Unid II). Aparecida (próx. SESC) Uberlândia/ MG
Unidade I: (34) 3214- 8008 - Unidade II: 3304-2900 / 9 8850-2400 (Whatsapp único) contato@clinicabemviver.psc.br

O lado bom da Tristeza

tristeza_clinicabemviver

A expressão “… E viveram felizes para sempre” mencionados nos finais dos contos de fadas está um tanto distante de nossa realidade. Achar que a vida é um “mar de rosas”, que fulano ou beltrano é feliz 24 horas, pois estão sempre com um sorriso estampado no rosto, também não procede.

Aquela felicidade da família do comercial de margarina é apenas na TV.

Algumas pessoas não demonstram a tristeza porque receiam que ela transmitirão uma imagem de fraqueza que comprometerão seu cargo, sua posição na empresa, na igreja ou na família, que afetarão seu status, sua imagem de forte, de bem resolvido, de “todo poderoso” que deseja passar às pessoas. Na prática todos nós, em algum momento da vida, estaremos sim tristes. E ignorar essa tristeza não a fará passar mais rápido. Então caro leitor, o jeito é aprender a lidar com ela e usá-la a seu favor, pois apesar de não parecer, ela tem um lado bom que pode ser produtivo para você.

Mas como assim que a tristeza pode ter um lado bom??? A tristeza sinaliza uma necessidade de mudança em nossas vidas. Ela nos traz uma possibilidade de voltar para nós mesmos e refletir, traz uma oportunidade de autoconhecimento, de ponderarmos, tomarmos decisões e identificar o que queremos, o que buscamos, como somos. Ela nos faz buscar novas soluções para os problemas e nos alerta para evitarmos a repetição do erro. E essa reflexão nos impulsiona a buscar opções que nos deixam felizes, realizados, que nos fazem sentir melhores do que estamos. Com ela aprendemos. E com ela sobrevivemos.

Uma ressalva que faço é o quanto essa tristeza tem durado em sua vida, pois não podemos confundir tristeza e depressão. Esta ultima precisa de uma assistência profissional para ser tratada e implica em outros fatores que posso abordar em outra matéria.

Há um autor libanês, Gibran Kahlil Gibran, que diz: “Aquele que nunca viu a tristeza, nunca reconhecerá a alegria”.

Da próxima vez, ao perceber-se triste, não ignore mas pense: o que posso aprender com isso?

Cynthia Lopes
Psicóloga Clínica, com MBA em Gestão Estratégica de Pessoas, Especialista em Psicologia Clínica na Abordagem Comportamental Cognitiva, ambos pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU). Pós Graduanda em Terapia Familiar Sistêmica, pelo Instituto Eirene do Brasil. Contato: cynthia@clinicabemviver.psc.br Telefone: (34) 3214-8008. Clínica Espaço Bem Viver (https://www.fb.com/espacobemviverudi)