R. Monte Alegre, 1004 (Unid I) e 1025 (Unid II). Aparecida (próx. SESC) Uberlândia/ MG
Unidade I: (34) 3214- 8008 - Unidade II: 3304-2900 / 9 8850-2400 (Whatsapp único) contato@clinicabemviver.psc.br

APRENDA AS DIFERENÇAS ENTRE A PREOCUPAÇÃO PRODUTIVA E IMPRODUTIVA E ADMINISTRE A SUA PREOCUPAÇÃO DE UMA FORMA MAIS SAUDÁVEL

shutterstock_181675283-2

 

PREOCUPAÇÃO IMPRODUTIVA

PREOCUPAÇÃO PRODUTIVA

 

 

Focada em problemas mais distantes e abstratos;

Focada em problemas mais imediatos e realistas;

Pouco controle ou influencia realista sobre a situação;

Pode exercer algum controle ou influência sobre a situação;

Maior foco sobre a emoção negativa associada à situação preocupante;

Maior foco na solução de problemas da situação preocupante;

Não pode aceitar solução alguma porque nenhuma garante o sucesso;

Pode experimentar e avaliar soluções imperfeitas;

Busca incessante de segurança e certeza do resultado;

Prontidão para tolerar risco razoável e incerteza;

Processamento do potencial de ameaças em uma situação é exagerado e estreito, com tendência a catastrofização;

Processamentos dos resultados potenciais negativos, positivos e benignos em uma situação é mais amplo e balanceado;

Desamparo percebido para enfrentar a situação preocupante;

Nível mais elevado de autoeficácia para enfrentar a situação preocupante;

Associada a níveis elevados de ansiedade ou sofrimento.

Associada a baixa ansiedade ou sofrimento.

 

É importante saber identificar o tipo de preocupação, entender que ter preocupação nem sempre é negativo e que preocupações produtivas nos movem em direção a metas e a resolução de problemas. Porém, se diante de uma preocupação produtiva, em que temos controle sobre o resultado da situação, e se nada fizermos, essa preocupação pode se tornar patológica, o que impede o nosso desenvolvimento e crescimento pessoal.

 

Por isso, ao identificar que a sua preocupação é produtiva, comece a traçar um plano de ação.

 

O seguinte raciocínio pode te ajudar a construir seu plano de ação: eu tenho um problema X, desejo o resultado Y, quais seriam as possíveis maneiras de atingir Y?

 

Faça um “brainstorm” de idéias, vá colocando-as em um papel sem reprimi-las. Após isso, comece a analisar as vantagens e desvantagens das alternativas que você listou para a resolução da sua preocupação. Escolha uma alternativa para colocar em prática, marque data e horário. Após ter colocado a sua alternativa em prática, caso ela não funcione, escolha outra alternativa da sua lista, ou então desenvolva mais alguma.

 

Entenda uma coisa, não podemos ter o controle de tudo e nos preocuparmos sobre algo que não temos controle só aumenta a nossa ansiedade, tristeza e frustração, além disso, é uma energia mental inútil. Simplifique a sua vida! Viva de uma maneira mais saudável! Descarte aquilo que lhe faz mal e atrapalha a crescer!

  

Referências: CLARK. D. A.; BECK. A. T. Terapia Cognitiva para os Transtornos de Ansiedade. Artmed, 2012.

 Fabricia_BemViver